A TEORIA DOS CAMPOS CONCEITUAIS E A DIVERSIDADE REPRESENTACIONAL: LEITURAS CONVERGENTES PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA

Keila Tatiana Boni, Carlos Eduardo Laburú, Paulo Sérgio de Camargo Filho

Resumo


A partir de reflexões relacionadas à Teoria dos Campos Conceituais e à Diversidade Representacional, apresenta-se no presente trabalho algumas leituras convergentes entre ambas as teorias no que diz respeito à educação matemática e científica. Além de defesas relacionadas à diversidade de modos, registros e formas representacionais como essenciais para a aprendizagem, menções pertinentes à atribuições da pluralidade de contextos distintos no âmbito educacional, circunstanciados por uma diversidade representacional, são evidenciados como discursos convergentes em ambas as teorias. Ao elencar e discutir a respeito de aproximações conciliáveis entre os referenciais teóricos, enalta-se as atribuições de se promover um ensino na perspectiva de pluralidade e integração de modos, registros e formas representacionais em uma gama de contextos, visando o desenvolvimento conceitual nos campos matemático e científico.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.