INFLUÊNCIAS DAS CONCEPÇÕES PARADIGMÁTICAS DE CIÊNCIA SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA DE FUTUROS LICENCIADOS EM BIOLOGIA

Renato Araújo Torres de Melo Moul, Risonilta Germano Bezerra de Sá, Ana Maria dos Anjos Carneiro Leão

Resumo


O pensamento reducionista, amplamente utilizado no meio científico e pautado no paradigma cartesiano, busca a compreensão do complexo a partir do olhar para cada parte constitutiva. Tal paradigma científico dominante reflete-se também na realidade educacional vigente. Na tentativa de interpretar as influências paradigmáticas na construção do perfil do professor analisaram-se as relações entre as concepções paradigmáticas de Ciência e seus possíveis reflexos na construção da prática pedagógica de trinta licenciandos em Biologia por meio da análise semiolinguística do discurso. Percebendo-se que os estudantes supervalorizam o método científico e as experimentações, bem como reconhecem a tradicional dicotomia entre teoria e prática no ambiente acadêmico. Em um curso de formação de professores, as concepções paradigmáticas devem ser alargadas, a fim de não se reproduzir apenas as culturas primeiras do paradigma educacional dominante.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.