Etiologia e manejo do comportamento suicida: a perspectiva da terapia cognitivo-comportamental

Nathália Ruviaro, Andriza Saraiva Corrêa, Katia Simone da Silva Silveira

Resumo


O suicídio é considerado um comportamento com determinantes multifatoriais e resultado de uma complexa interação de fatores psicológicos e biológicos, inclusive genéticos, culturais e socioambientais. Nenhuma das variáveis sozinhas é suficiente para desencadear um ato suicida. Considerando esses fatores, o presente estudo tem como objetivo compreender a perspectiva da abordagem cognitivo-comportamental (TCC) sobre os aspectos etiológicos e o manejo no comportamento suicida através de uma revisão narrativa da literatura. Tal estudo permitiu apontar que o este tipo de comportamento é determinado por um conjunto de fatores que predispõem uma vulnerabilidade a tendência suicida, tendo inter-relação com perturbações emocionais, fatores socioculturais, vivências traumáticas, história psiquiátrica e vulnerabilidade genética. O manejo com o paciente que apresenta comportamento suicida decorre no desenvolvimento de estratégias cognitivo-comportamentais e a importância de um trabalho de prevenção do suicídio e promoção de qualidade de vida.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.