Perfil epidemiológico dos instrutores e alunos da escola de aviação civil da cidade de Santa Maria, RS

Andressa de O. Zambrano, Gabriéli G. Favarin, Caroline C. Paim, Débora S. Leão, Emanuele L. Ambros, Treicy L. B. da Silveira, Bruno G. Correa, Ronice R. de Abreu, Michelle da S. A. Gracioli

Resumo


Neste estudo quali-quantitativo, objetivou-se traçar o perfil epidemiológico dos instrutores e alunos da Escola de Aviação Civil da cidade de Santa Maria - RS. O estudo foi desenvolvido com quatorze indivíduos que frequentaram a escola em outubro de 2008. Para tanto, aplicou-se um questionário contendo onze questões abertas e fechadas, as quais permitiram identificar o perfil dos entrevistados, as interferências causadas pelo meio aerodinâmico, durante a pilotagem, bem como as principais alterações aerocinetóticas. Constatou-se que 100% dos participantes eram do sexo masculino, que possuiam entre 18 e 30 anos e peso médio de 85kg. Durante o voo, com a pressão atmosférica elevada, o funcionamento sistêmico tem algumas alterações, como cefaleia, náusea e irritabilidade, as quais são comumente chamadas de aerocinetose. Desse modo, verifica-se a importância dos profissionais da saúde no monitoramento e na estabilização dessas alterações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM


 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusivados autores.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.