O ENSINO DE FILOSOFIA AO MODO PROTAGÓRICO: UMA ALTERNATIVA PARTINDO DA PROPOSTA DE STÉPHANE DOUAILLIER

Gabriel Chiarotti Sardi, João Henrique Dias Conti

Resumo


O presente artigo pretende apresentar uma alternativa ao ensino de filosofia, tendo por base a análise da proposta elaborada por Stéphane Douallier e da obra do filósofo sofista Protágoras de Abdera. Deste, serão evidenciadas as obras “Antilogias” e “Sobre a Verdade”, com ênfase na duplicidade de argumentos que se anulam reciprocamente dentro de um mesmo assunto e no axioma do homem medida (homo mensura), buscando expor a teoria do conhecimento desenvolvida pelo filósofo a respeito dos conceitos supracitados e, também, almejando demonstrar a utilidade dos mesmos na edificação de um modelo de ensino afastado do pitagórico, no qual o aluno, por meio da duplicidade de perspectivas acerca de um tema e da necessidade de fundamentar sua defesa em um debate, distancia-se do polo passivo de “mero aprendiz” e protagoniza a criação do novo com seu próprio pensar.


Referências


AGGIO, Juliana. Percepção e conhecimento segundo Aristóteles, Platão e Protágoras: Uma breve comparação. In Prometeus, Ano 2 - no.3 Janeiro-Junho/ 2009, ISSN 1807-3042, p. 70-85.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: Acesso em 28 de junho de 2018.

DHERBEY, G. R. Os Sofistas. Tradução João Amado. Lisboa: Edições 70, 1999.

DOUAILLIER, Stéphane. A Filosofia que começa: desafios para o ensino da filosofia no próximo milênio, in Gallo; Cornelli; Danelon, 2003 (org.). Filosofia do ensino de filosofia. Petrópolis: Vozes, 2003.

GUTHRIE, W. K. C. Os Sofistas. Tradução João Rezende Costa. São Paulo: Paulus,

HEGEL, G. Leçons sur l’ Histoire de la Philosophie. Tradução franc. P. Garniron.

Paris: Vrin, 1971.

HEGEL, G. Nürnberger und Heidelberger Schriften 1808-1817. Werke 4, Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1996.

KANT, Immanuel. Logik. In: Schriften sur Metaphysik und Logik 2. Band VI, Werke in swölf Bänden, Herausgegeben von W. Weischedel, Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1996.

LAÊRTIOS, D. Vidas e doutrinas dos filósofos Ilustres. Tradução Mário da Gama

Kury. 2ª ed. Brasília: UNB, 2008.

PLATÃO. Teeteto – Crátilo. Tradução Carlos Alberto Nunes. 3ª ed. Belém: Universidade

Federal do Pará, 2001.

RAMOS, Cesar Augusto. Aprender a filosofar ou aprender a filosofia: Kant ou Hegel? In Revista Trans/Form/Ação, São Paulo, 30(2): 197-217, 2007.

RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante. Trad. Lílian do Valle. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

SARDI, Gabriel Chiarotti. O conceito Homo Mensura. In Revista Contemplação, 2017 (16), p.111-122


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.