HANNAH ARENDT E O AMOR AO MUNDO: A AMIZADE, A CORAGEM E O RESPEITO

Daniela Grillo de Azevedo

Resumo


Este artigo tem por tema alguns conceitos éticos do pensamento de Hannah Arendt, problematizando a relação que a amizade, a coragem e o respeito possuem para o que a autora chama de amor ao mundo, ou ainda, responsabilidade política. Com isso, o diálogo e a ação, que são para a autora as ações políticas por excelência, são contextualizados ao lado de outras categorias importantes à teoria de Arendt como, por exemplo, a pluralidade e a singularidade. O amor ao mundo, como  consequência ética da ação política, consiste também em um interesse pela política, em que os espaços onde as singularidades que coabitam podem divergir, dialogar, expor suas  ideias, mas acima de tudo, podem construir (agir) em conjunto. Para tanto, as virtudes da amizade, coragem e respeito fazem-se necessárias, pois delas originam-se elos que vinculam as individualidades ao mundo comum.

Referências


ARENDT. Origens do totalitarismo. Trad. Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

______. Hannah. Homens em tempos sombrios. Lisboa: Relógio D’Água, 1991.

______. Lições sobre a filosofia política de Kant. Trad. André Duarte. Rio de Janeiro: Relume/Dumará, 1993.

______. A dignidade da política. Antônio Abranches (org.). Trad. Helena Martins e outros. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1993a.

______. O conceito de amor em Santo Agostinho. Trad. Alberto Pereira Dinis. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

______. A condição humana. Trad. Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

______. O que é política? Org. UrsulaLudz. Trad. Reinaldo Guarany. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007a.

______. Entre o passado e o futuro. Trad. Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Perspectiva, 2007b.

AMIEL, Anne. Hannah Arendt, política e acontecimento. Lisboa: Piaget, 1996.

CORREIA, Adriano. Hannah Arendt. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007.

COURTINE-DENAMY, S. O cuidado com o Mundo – Diálogo entre Hannah Arendt e seus Contemporâneos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2004.

KANT. Crítica da Faculdade do Juízo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

SCHIO, Sônia. Hannah Arendt: história e liberdade (da ação à reflexão). Caxias do Sul: EdUCS, 2006.

_____. Hannah Arendt: a estética e a política (do juízo estético ao juízo político). Tese de doutorado. UFRGS, 2008. (versão digital, disponível em www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/14684/000666812.pdf?sequence=1)

YOUNG-BRUEHL, Elizabeth. Hannah Arendt, por amor ao mundo. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


OUTRAS PUBLICAÇÕES DA UNIVERSIDADE FRANCISCANA

 

Artes, Letras e ComunicaçãoCiências da SaúdeCiências HumanasCiências Naturais e Tecnológicas

Ciências Sociais AplicadasThaumazeinVidya

 

INDEXADA EM

 

Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.

Não há custos de publicação e leitura, mas doações são bem vindas.

Todos os custos são cobertos pelo Centro Universitário Franciscano.


Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.